Data de Hoje
18 June 2024
Rodoviários decretam greve geral (Foto: Mara Silvany / Click Notícias)

Rodoviários aprovam estado de greve geral na Bahia; entenda

Os rodoviários se reuniram na tarde desta quinta-feira (12), em mais uma assembleia, aprovando um estado de greve da categoria. “Assim como o rito jurídico já está correndo para que possa ter uma greve geral por tempo indeterminado em Salvador e no estado da Bahia”, declarou o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Hélio Ferreira.

Presidente do Sindicato dos Rodoviários, Hélio Ferreira (Foto: Mara Silvany / Click Notícias)

Presidente do Sindicato dos Rodoviários, Hélio Ferreira (Foto: Mara Silvany / Click Notícias)

Os empresários se negam a fechar acordo com os rodoviários e uma pauta foi apresentada pelo patronato cortando direitos, transferindo a data-base da categoria e retirando o retroativo.

Uma das principais reclamações é a proposta do patronato em destinar os motoristas para trabalhar nos finais de semana, sem cobrador, exercendo duas funções, além da mudança da data base para o mês de novembro.

Para Hélio Ferreira essas mudanças são estratégias para extinguir a função do cobrador. “Eles estão colocando as armadilhas para acabar com o posto de trabalho do cobrador. São mais de 5.000 postos de trabalho que podem deixar de existir”, ressalta o líder do sindicato.

O presidente do sindicato dos rodoviários garante que não haverá qualquer greve sem antes a categoria comunicar a população através de um edital.

Presidente da Associação da Comissão de Transportes da União dos Rodoviários da Bahia (ACTURB), Hélio Dias | Foto: Mara Silvany - Click Notícias

Presidente da Associação da Comissão de Transportes da União dos Rodoviários da Bahia (ACTURB), Hélio Dias | Foto: Mara Silvany – Click Notícias

O presidente da Associação da Comissão de Transportes da União dos Rodoviários da Bahia (ACTURB), Hélio Dias, frisou que por diversas vezes os rodoviários levam reclamações para a mesa de negociações a fim de melhorar as condições de trabalho. “Existem situações que a gente precisa pedir aparato ao Ministério Público, como interviu nas horas que, às vezes, eram suprimidas. Sem falar que o rodoviário está trabalhando muito. Teve que haver uma intervenção do Governo Federal, pois, hoje, somos a categoria que mais tem funcionários encostados por conta da carga horária de trabalho”.

A categoria pede 7h de trabalho, que hoje tem o acréscimo de 20min.

Os empresários só podem dar um aumento em novembro. Em contrapartida, os rodoviários pediram um retroativo de maio até novembro. Os empresários, em resposta, afirmaram não ter nenhuma perspectiva se poderão pagar o retroativo ou não. “Uma proposta de debocha da categoria rodoviária”, disse o presidente da ACTURB.

Por Marcele Correia / Click Notícias