Rodoviários temem guerra de facção em Águas Claras, moradores ficam sem transporte público

A população de Águas Claras, em Salvador, não sofreu apenas com a extrema violência no bairro, mas também com a falta de ônibus. Por conta dos último ocorrido, o coletivo, que antes passava pelas ruas da área, já não atendem mais os trabalhadores, que não viram o transporte passar na manhã desta quinta-feira (19)

Segundo o diretor do Sindicato dos Rodoviários da Bahia, Daniel Mota, os ônibus deixaram de ir até o final de linha do bairro. Por conta disso, os passageiros precisam descer na rotatória que dá acesso aos bairros de Cajazeiras 6 e 7. Ainda não há previsão para retorno do transporte na localidade.

Apesar do medo, em entrevista à TV Bahia, o Coronel Coutinho tranquilizou os moradores, garantindo que a situação já está sob controle. De acordo com ele, foi implantado na área um policiamento 24 horas, com duas bases móveis nos finais de linha.

Facebook Comments