Data de Hoje
19 October 2021

Roubo lidera crimes praticados por jovens infratores em Salvador

A Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI) registrou 1.425 infrações cometidas por menores de 18 anos nos oito primeiros meses do ano – no ano passado, foram 2.491 ocorrências. Segundo informações do jornal Correio, a maior parte das ações praticadas pelos adolescentes é de roubo: foram 241 registros, seguido de tráfico de drogas (218) e lesão corporal (197). O presidente do Conselho Estadual da Criança e do Adolescente (Ceca), Edmundo Kruger, pondera que quase todos os casos “sempre tem um adulto por trás”. “O adolescente é normalmente aliciado. Quando ele comete o primeiro ato, as medidas são muito fáceis, porque são em meios abertos, como prestação de serviços à comunidade. Mas o pessoal só reflete na privação de liberdade, que é em casos infracionais muito graves”, disse, em entrevista ao jornal Correio. A titular da DAI, Patrícia Atanázio, aponta também que a maior parte dos adolescentes é do sexo masculino, em casos de roubo para financiar o vício em drogas. No caso das mulheres, são frequentes roubos de loja e envolvimento com homens ligados ao tráfico de drogas. “Quase todos eles têm um quadro de família desestruturada: 90% é o mundo quem cria, o pai está preso ou morreu, a mãe também está presa. Muitas vezes, eles chegam na delegacia, dizem o nome da mãe, mas nem sabem quem é o pai”, afirma a delegada.

Facebook Comments