Data de Hoje
28 February 2021

PREFEITURA DE SALVADOR PRETENDE GERAR Cerca de 45 mil empregos no 2º semestre

ACM Neto apresenta investimentos públicos e privados em intervenções estruturantes durante a pandemia

Mesmo com a pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura dará continuidade a obras na cidade, sobretudo aquelas que possuem financiamentos nacionais e internacionais, já que as verbas próprias municipais têm como prioridade a contenção da Covid-19 e ações sociais para minimizar os impactos das medidas de isolamento entre os mais pobres. Além disso, por meio da articulação do município, empreendimentos residenciais e comerciais começarão a ser implantados na cidade ainda durante a crise sanitária.

Com isso, a expectativa da Prefeitura é que, entre vagas mantidas e criadas, 45 mil empregos estejam garantidos em Salvador. Esse é o principal objetivo do pilar “Obras públicas e investimentos privados”, lançado hoje (27) pelo prefeito ACM Neto reunindo algumas das 101 ações do plano de aquecimento da economia cujo detalhamento teve início na semana passada pelo prefeito ACM Neto.

Na coletiva desta segunda, o prefeito, que também apresentou o pilar “Melhoria do ambiente de negócios”, elencou as obras públicas consideradas prioritárias para o segundo semestre do ano e que geram 15 mil vagas de trabalho. “Com uma carteira diversificada de financiamento, foi possível não parar diversas obras na cidade. Então, ajustamos o que era prioridade para o segundo semestre, que são aquelas grandes intervenções estruturantes, com recursos assegurados até 2021, e que irão, além de gerar empregos, impactar positivamente na vida das pessoas”, explicou.

Essas obras públicas contam com investimentos de R$1,1 bilhão fruto de financiamentos junto a entidades como a Caixa Econômica Federal (CEF), Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), além do Orçamento Geral da União (OGU) e recursos municipais. São intervenções em mobilidade urbana, habitação, infraestrutura e patrimônio histórico.

É o caso, por exemplo, da implantação dos corredores exclusivos do sistema BRT, bem como o complexo viário que irá ligar o modal à Avenida Magalhães Neto; a construção de novas ligações viárias entre a Avenida Gal Costa e Pau da Lima e entre a Mata Escura e a BR-324; a implantação da Casa da História e do Arquivo Público Municipal, no Comércio; a restauração do Casarão dos Azulejos, no mesmo bairro; e implementação do Parque Pedra de Xangô, na região de Cajazeiras.

A relação envolve ainda a requalificação das orlas de Stella Maris, Ipitanga e Flamengo, bem como do caes do Gamboa; revitalização da Avenida Sabino Silva; recuperação dos Arcos da Ladeira da Montanha, das Muralhas do Frontispício da cidade, do Elevador do Taboão, do Museu da Misericórdia e do Mercado Modelo, todas no Centro Histórico.

Na área de infraestrutura nos bairros, estão elencadas a macrodrenagem do Rio Paraguari, a pavimentação da Estrada das Pedreiras e a urbanização da Boa Vista de São Caetano, que vai ganhar novo acesso viário, drenagem, calçadas, quadras esportivas e outras intervenções.

Mané Dendê e Morar Melhor – Com investimento de R$311 milhões, um dos maiores projetos de infraestrutura desenvolvidos pela Prefeitura e que será impulsionado no segundo semestre é o do novo Mané Dendê, que abrange os bairros de.Ilha Amarela, Alto da Terezinha, Itacaranha, Plataforma e Rio Sena, todos no Subúrbio Ferroviário. Estão previstas intervenções em saneamento, urbanização, implantação de equipamentos urbanos e unidades habitacionais.

Durante a coletiva de hoje, ACM Neto assinou documento autorizando a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra) a firmar convênio com a CEF para a implantação de 260 unidades habitacionais no âmbito do novo Mané Dendê, com investimento de R$8,4 milhões. O projeto inteiro vai garantir a construção de mais de 900 moradias dignas para quem mais precisa.

Outro anúncio do prefeito, que também integra o pilar “Obras públicas e investimentos privados” do plano de estímulo à economia, é a ampliação do programa Morar Melhor, projeto que se tornou exemplo no Brasil inteiro. A partir de agosto, começa o cadastramento para a reforma de mais dez mil casas, com investimento de R$70 milhões. O limite para reforma por casa também aumentará, saltando de R$5 mil para R$7 mi..

Mais vagas de trabalho – Entre os investimentos captados pela Prefeitura junto ao setor privado, a previsão, nesse mesmo pilar do plano, é que sejam criados 30 mil novos postos de trabalho. Serão R$5 bilhões em recursos injetados na economia, com 11 mil novas unidades habitacionais em 30 negócios imobiliários e 25 novos empreendimentos comerciais com alvarás de construção já emitidos.

Secom PMS

Facebook Comments