Data de Hoje
19 October 2021

“Seria estranho se a casa ficasse silenciosa diante de uma denúncia grave como essa”, disparou Aladilce sobre o Caso Paupério

Em sessão, a vereadora Aladilce informou que seria estranho a Casa não se manifestar diante de uma denúncia séria e grave do Ministério Público sobre o secretário Alexandre Paupério, deixando claro que a oposição não está fazendo nenhuma acusação e condenação antecipada. No entanto, “a Casa deve acompanhar, deve ter a oportunidade de esclarecimentos. É muito bom que o secretário tenha se disposto para vir a casa”, disse.

A socialista ainda informou que o pedido de “questão de ordem” foi no sentido da vinda do secretário, e a explicação que ele fará será mais adequada no âmbito de uma comissão de fiscalização e não da Comissão da Constituição de Justiça. A vereadora alfinetou dizendo: “A comissão de Constituição de justiça da casa virou uma supercomissão, aliás, a toda poderosa”.

A vereadora, em discurso inflamável, espera que o secretário não desista, “ porque apenas fizemos uma sugestão”, explicou a vereadora.

Aladilce informou que amanhã (24), em frente ao Colégio de Líder, todos os vereadores terão a possibilidade de ter acesso a reunião.

Vereador Joceval Rodrigues (PPS) não deixou barato e pediu pela ordem, rebatendo a fala da vereadora Aladilce dizendo: “Após a fala da vereadora Aladilce, onde a mesma cita a comissão de constituição de justiça dessa Casa, que, na minha visão, é sim comissão primaz, pois, é dela que parte todos os projetos. Cabe a comissão de constituição e Justiça a verificação da constitucionalidade de cada projeto. Então veja, vereadora Aladilce, a ‘supercomissão da Casa’ mais foi nesta comissão que foi feito o acordo para que o secretário viesse e que iniciativa foi própria procurou a casa para vir prestar esclarecimento”, declarou o vereador.

Por: Mara Silvany/Click Notícias
Portalclicknoticias2[email protected]
Facebook Comments