Data de Hoje
5 July 2022

Servidores da Saúde param atividades em dia de luta de funcionalismo no estado.

Servidores da Saúde param atividades em dia de luta de funcionalismo no estado

Foto: Divulgação

 
Trabalhadores da Saúde do Estado paralisam as atividades nesta sexta-feira (28) em apoio ao conjunto do funcionalismo público baiano que cobra da administração Jaques Wagner reposição salarial de 5,91%. Uma proposta do governo de fazer a atualização fracionada, com 2% no primeiro semestre (a partir de abril) e o restante pago no segundo semestre depois de setembro não animou os servidores. "Isso cria outra defasagem e a gente acabaria perdendo mais uma vez", disse Inalba Fonteneles, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado da Bahia, Sindisaúde, em entrevista ao Bahia Notícias. De acordo com a dirigente, a categoria ainda reclama o pagamento das perdas salariais referentes à conversão da URV [Unidade Real de Valor] em Real, ainda no longínquo 1994, e a atualização do ticket refeição, hoje repassado a R$ 9. “Um estudo do Dieese [Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Econômicos] já apontou que o valor deveria ser de R$ 18, R$ 19", argumenta a dirigente. Os trabalhadores da Saúde se juntam a outras categorias em assembleia no Ginásio de Esporte do Sindicato dos Bancários, no Largo dos Aflitos, em Salvador, a partir das 9h, para decidir os próximos passos de luta. Segundo Inalba, a paralisação na Saúde não atinge o atendimento de urgência e emergência do Estado. Inalba ainda informou que outras cidades também devem seguir a orientação do sindicato de parar os trabalhos, a exemplo de Vitória da Conquista, Jequié, Guanambi e Santo Antonio de Jesus
Facebook Comments