Data de Hoje
16 April 2021

Servidores da Saúde param atividades em dia de luta de funcionalismo no estado.

Servidores da Saúde param atividades em dia de luta de funcionalismo no estado

Foto: Divulgação

 
Trabalhadores da Saúde do Estado paralisam as atividades nesta sexta-feira (28) em apoio ao conjunto do funcionalismo público baiano que cobra da administração Jaques Wagner reposição salarial de 5,91%. Uma proposta do governo de fazer a atualização fracionada, com 2% no primeiro semestre (a partir de abril) e o restante pago no segundo semestre depois de setembro não animou os servidores. "Isso cria outra defasagem e a gente acabaria perdendo mais uma vez", disse Inalba Fonteneles, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado da Bahia, Sindisaúde, em entrevista ao Bahia Notícias. De acordo com a dirigente, a categoria ainda reclama o pagamento das perdas salariais referentes à conversão da URV [Unidade Real de Valor] em Real, ainda no longínquo 1994, e a atualização do ticket refeição, hoje repassado a R$ 9. “Um estudo do Dieese [Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Econômicos] já apontou que o valor deveria ser de R$ 18, R$ 19", argumenta a dirigente. Os trabalhadores da Saúde se juntam a outras categorias em assembleia no Ginásio de Esporte do Sindicato dos Bancários, no Largo dos Aflitos, em Salvador, a partir das 9h, para decidir os próximos passos de luta. Segundo Inalba, a paralisação na Saúde não atinge o atendimento de urgência e emergência do Estado. Inalba ainda informou que outras cidades também devem seguir a orientação do sindicato de parar os trabalhos, a exemplo de Vitória da Conquista, Jequié, Guanambi e Santo Antonio de Jesus
Facebook Comments