Data de Hoje
23 September 2021
Foto: ASTRAM / Divulgação

Servidores da Transalvador voltam a se reunir em assembleia nesta segunda

Em greve desde o último dia 15/3, os servidores da Transalvador voltam a se reunir em assembleia nesta segunda (11/4), às 14h, na Sede da Transalvador. Os servidores reclamam que mesmo com duas decisões judiciais a favor da categoria, considerando a greve legal e proibindo a prefeitura de efetuar descontos nos salários, o prefeito ACM Neto descontou cerca de 40% dos vencimentos dos servidores.

“A justiça determinou no sábado (2/4), que o prefeito pagasse imediatamente os salários bloqueados dos servidores em greve. O prefeito descumpriu essa decisão e só pagou os salários na quinta (7/4), com cerca de 40% de desconto, descumprindo a segunda decisão judicial, proferida na quarta (6/4), a favor dos servidores municipais. Essa decisão considerou a paralisação legal e determinou que a prefeitura não descontasse os dias da greve”, informou Luiz Bahia, presidente da Associação dos Servidores em Transporte e Trânsito do Município (ASTRAM).

Na última sexta (8/4), os servidores realizaram uma caminhada até a Praça Municipal, exigindo que a prefeitura pague os salários integralmente, conforme determinou a justiça.

“Infelizmente, o prefeito ACM Neto continua fechado ao diálogo, vivendo num mundo só dele, onde decisões judiciais não são respeitadas e os trabalhadores não podem reivindicar direitos garantidos na Constituição Federal. Salientamos que, além de não respeitar o direito legitimo e constitucional de greve, com estas atitudes o prefeito de Salvador violou a Constituição Federal em seu artigo 5º, a Lei de Abuso de Autoridade, bem como, a Lei de Improbidade Administrativa, que tem como pena, inclusive, a perda do mandato. Fatos que já foram levados ao conhecimento do Ministério Público”, concluiu o presidente da ASTRAM.

Por Aratu Online
Facebook Comments