Data de Hoje
15 April 2021
Servidores penitenciários da Bahia decidem paralisar atividades por 72 horas / Foto: Reprodução Aratu Online

Servidores penitenciários da Bahia decidem parar as atividades por 72 horas

O Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado da Bahia (SINSPEB) declararam na manhã desta terça-feira (16), que os servidores penitenciários do Estado da Bahia vão paralisar as atividades por 72 horas, a partir desta quarta-feira (17). Será feita uma assembleia geral na tarde de hoje para decidir a deflagração de greve por tempo indeterminado.

De acordo com informações dos servidores, está medida se faz necessária para enfrentar os recorrentes descumprimentos e não atendimentos dos itens da pauta de reivindicações da categoria, datada do ano de 2014.

A categoria reivindica principalmente o concurso público, segundo eles, o Estado da Bahia pretende contratar trabalhadores terceirizados para atuarem em substituição aos agentes penitenciários estaduais, mesmo havendo concurso público válido e com 1.128 candidatos aprovados e esperando as nomeações.

O sindicalista informou que o governo do estado anunciou a inauguração do Conjunto Penal de Vitória da Conquista no dia (19/8), descumprindo uma decisão proferida pelo juiz da 7 vara da fazenda pública Dr. Antônio Bosco de Carvalho Drummond que proíbe o Estado da Bahia de contratar empregados terceirizados para a função de Agentes Penitenciários.

Caso o Conjunto Penal de Vitória da Conquista seja concretizada com a utilização de empregados terceirizados, os servidores penitenciários entrarão em greve por tempo indeterminado.

Por Click Notícias
Facebook Comments