Data de Hoje
18 September 2021

Sesab confirma que jovem de 23 anos morreu de H1N1 em Conquista

A jovem morreu na madrugada de terça (12) no Hospital Geral de Vitória da Conquista, onde estava internada desde o dia 8

A Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) confirmou nesta quinta-feira (14) que Thailane Neves Santos, 23 anos, morreu em decorrência da gripe H1N1, em Vitória da Conquista, sudoeste baiano. Ela faz parte das seis vítimas fatais da doença no estado.

As seis mortes incluem duas crianças, uma de até 4 anos e outra até 9, duas pessoas entre 40 e 49 anos e uma acima de 50, além de Thailane.  A jovem morreu na madrugada de terça (12) no Hospital Geral de Vitória da Conquista, onde estava internada desde o dia 8. O Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), em Salvador, confirmou a causa da morte.

A Vigilância Epidemiológica de Vitória da Conquista informou que este ano foram notificados 22 casos suspeitos de H1N1 na cidade, dos quais 5 foram confirmados. Os casos estão sendo monitorados. A Secretaria da Saúde da cidade vai antecipar o início da campanha de vacinação contra a gripe H1N1 para a segunda (18), seguindo orientação da Sesab.

Casos na Bahia

A Bahia já registra seis mortes provocadas pela gripe H1N1 e 25 casos confirmados da doença, sendo que 17 deles são em Salvador. Além de ter dobrado o número de mortes na Bahia provocadas pela doença, o número de casos aumentou em 127%. O último relatório da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep) divulgado na semana passada pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) indicava 3 mortes e 11 casos confirmados, registrados entre 1º de janeiro e 13 de abril.

Os casos confirmados foram registrados em oito municípios, destacando-se Salvador, com 17 casos e Vitória da Conquista com dois, o equivalente a 68% das notificações. Nos outros municípios houve apenas um caso confirmado – Boa nova (01), Boquira (1), Feira de Santana (1), Guanambi (1), Ibipeba (1) e Lauro de Freitas (1).  Os óbitos foram registrados em  Salvador (3), Boquira (1), Ibipeba (1) e Vitória da Conquista (1).

Facebook Comments