Data de Hoje
15 July 2024
Simulação realizada pela Sesab para demonstrar o funcionamento do centro (Foto: Reprodução/Bahia Notícias)

Sesab inaugura Centro de Atendimento a Múltiplas Vítimas no HGE

Construído ao longo de 2015 no complexo do Hospital Geral do Estado (HGE), o Centro de Atendimento a Múltiplas Vítimas foi inaugurado na manhã desta quarta-feira (3) pelo secretário de Saúde do Estado, Fábio Vilas Boas. De acordo com o titular da pasta, foram investidos mais de R$ 1 milhão no espaço, pioneiro no país, que terá redes de oxigênio e gases medicinais, pontos de energia para instalação de monitores e equipamentos de soro, além de acesso rápido ao centro cirúrgico e de terapia intensiva. “Esse é o primeiro centro de múltiplas vítimas e incidentes simultâneos do país. Ele foi criado após uma experiência que tivemos na Copa do Mundo, com a delegação da Alemanha, e percebemos que, para o estado da Bahia, seria muito importante ter um espaço dedicado para eventualmente, em uma situação que nós claramente não desejamos que aconteça, que é um acidente ou incidente envolvendo mais de 20 pessoas simultâneas, para que nós possamos ter um espaço para fazer um primeiro atendimento e a triagem dos pacientes”, detalhou Vilas Boas.

Fotos: Renata Farias/Bahia Notícias

Fotos: Renata Farias/Bahia Notícias

O titular da Sesab explicou que, durante a Copa do Mundo, a delegação da Alemanha, que se hospedou na Vila de Santo André, em Santa Cruz de Cabrália, solicitou a organização de um centro que prestasse esse tipo de atendimento. “Enxergamos que isso seria algo relevante para ter aqui de forma definitiva”. O centro será acionado quando for necessário atender a 25 ou mais pessoas ao mesmo tempo. A capacidade máxima é de 60 pessoas simultaneamente, e os pacientes deverão ser redirecionadas para outros setores após o atendimento preliminar. Quando estiver ocioso, o espaço funcionará como estacionamento para diretores e coordenadores do hospital, que deverão retirar seus veículos do local rapidamente para a acomodação dos pacientes, no caso de uma necessidade. O secretário destacou a necessidade do equipamento em um estado que concentra grande quantidade de pessoas em festas como o Carnaval. “A Bahia tem uma característica de ter um período de festejos muito concentrado no começo do ano, onde nós recebemos centenas de milhares de pessoas a mais, que estão aglomeradas no mesmo espaço, há uma concentração populacional muito grande, o que expõe e torna mais provável um incidente com múltiplas vítimas simultâneas”, pontuou.  O diretor do HGE, André Luciano Andrade, se emocionou ao falar da importância da iniciativa. “Isso é como seguro de saúde: a gente tem raiva de pagar, mas espera nunca ter que usar”, comparou.

Por Renata Farias/Luana Ribeiro/Bahia Notícias