Data de Hoje
27 September 2021

Sete pessoas são presas vendendo ingressos na Fonte Nova; bilhetes estavam saindo por mil reais

Um austríaco, um francês, um inglês e um alemão estavam entre os cambistas apreendidos

ingressos-copa-do-mundo-2014

Quatro pessoas foram presas na tarde desta segunda-feira (16), na Arena Fonte Nova, vendendo ingresso para o jogo entre Alemanha e Portugal. Um grupo de sete pessoas, entre as quais quatro estrangeiros, tentava vendê-los por preços acima dos estipulados pela organização do evento.

Um austríaco, um francês, um inglês e um alemão estavam entre os cambistas conduzidos à Delegacia de Defesa do Consumidor (Decon) e liberados depois lavrados sete Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO) pela delegada titular Carla Ramos.



Segundo a delegada da Decon, os cambistas detidos estavam oferecendo os ingressos por até mil reais.Os bilhetes apreendidos foram anexados ao inquérito policial instaurado. Vinte e oito policiais civis participaram da operação, no entorno do estádio, realizada com o apoio da Delegacia de Repressão ao Estelionato e Outras Fraudes (DREOF) e da Delegacia de Crimes Econômicos e Contra a Administração Pública (Dececap).

              

No jogo Holanda e Espanha, disputado na quinta-feira (12), na Arena Fonte Nova, a Decon apreendeu 33 ingressos em mãos de cambistas, tendo conduzido à sede da delegacia, na Rua Carlos Gomes, 12 pessoas, entre elas, dois franceses, um iraniano e um espanhol. A operação policial no entorno do estádio prosseguirá nos próximos jogos da Copa, programados para Salvador.

           

A delegada Carla Ramos orienta os torcedores que desistirem de assistir aos jogos, a acessarem o site da FIFA e negociar a recompra do ingresso, e a devolução do dinheiro. “O Estatuto do Torcedor estabelece que vender ingressos por valores acima do estampado no bilhete é crime, passível de punição”, adverte a titular da Decon.

Facebook Comments