Data de Hoje
14 June 2021

Sindicato dos Rodoviários nega origem dos boatos de paralisação

Sindicato dos Rodoviários nega origem dos boatos de paralisação

Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

 
Os boatos de nova paralisação dos rodoviários baianos na segunda-feira (2), que circularam nas redes sociais nos últimos dias, não partiu da entidade que representa a classe, segundo comunicado do sindicato. Em nota, a instituição diz não ter autorizado qualquer convocação de movimento paredista para a data. A categoria estaria insatisfeita com o não cumprimento de uma das medidas conquistadas com a recente greve dos trabalhadores, a redução da carga horária de trabalho para 7h com pausa de 20 minutos. O líder sindical Hélio Ferreira explica que as empresas de transporte pediram o prazo de 10 dias para atualizar a jornada. Quem continuasse com a escala de 8h teria direito a receber o excedente como extra. “É importante que todos os rodoviários estejam conscientes de que qualquer ação mais precipitada pode comprometer todo o esforço da nossa campanha que resultou em um dos melhores acordos do país”, clamou o sindicalista. Ainda no comunicado, Hélio pede “paciência” à classe e afirma que qualquer movimento só deve acontecer após ser expirado o prazo de 10 dias, caso não ocorra a redução da carga horária prevista no acordo. A última paralisação da categoria começou quando os rodoviários ficaram insatisfeitos com o tratado firmado entre sindicato e patronato e resolveram cruzar os braços. Depois de instalada a greve, a entidade representativa resolveu aderir ao movimento.
Facebook Comments