Data de Hoje
24 June 2021

"Sou brasileira e amo futebol, mas não tem como tapar os olhos a tanto absurdo", desabafa Débora Nascimento

A atriz global usou sua conta no Twiiter nesta quinta-feira, 29, para falar sobre a conscientização do povo brasileiros sobre os problemas do país

 

A atriz Débora Nascimento, que está no elenco de Geração Brasil, fez um longo desabafo sobre a realização da Copa no Brasil e criticou a postura do governo de priorizar o evento em detrimento de outras questões mais relevantes para o país, como a educação e segurança.

"Alguém aí não entende as manifestações e reivindicações dos professores do Rio de Janeiro?! Triste é pessoal ficar putinho porque manifestantes constrangeram jogadores milionários. Realmente, futebol é muito mais importante que educação no nosso país, por isso estamos tão em evoluídos, educados e pacíficos. Em ano de eleição, o que é mais interessante? Educar o povo ou jogar uma bola verde e amarela na cabeça dele? É preciso cada brasileiro parar e pensar, nem que seja por um segundo, em tudo o que está acontecendo com nosso país. Não é pela Copa do futebol, não é pelo time de craques. Sou brasileira e amo futebol, mas não tem como tapar os olhos a tanto absurdo. Absurdo um país como o nosso dizer que está preparado para um evento como esse. Preparados de coração sim, de amor pelo torneio, mas isso basta?", questionou Débora em sua conta no Twiiter nesta quinta-feira, 29.

+ Fã de esportes, ator José Loreto anda de skate no Rio de Janeiro

A atriz se disse ainda entristecida pelo fato de a população não querer discutir a ferida do problema, uma vez que o governo estaria escondendo os problemas com as propagandas.

"Não venho aqui fazer militância e dizer que sou contra o nosso futebol de mestre. Me entristece ver pessoas que não querem nem tocar no assunto, nem ouvir e nem ver porque estão entorpecidas pelas propagandas do governo. Por que agora todos em manifestação? Porque esse evento nos custou não apenas bilhões, mas sim respeito e o tal 'orgulho de ser brasileiro'. Vamos com força, Brasil. A gente apanha, cai, mas levanta. Vamos nos informar, conversar e manter a mente aberta. Independente de Copa, manifestação ou greve. Não se baseie apenas na TV. Mente livre e consciente", completou Nascimento.

Facebook Comments