Data de Hoje
4 December 2021

Subprefeitos negam interesse de disputar eleição em 2016 apesar de filiados a partidos

Quatro dos dez gerentes das prefeituras bairros de Salvador são filiados a partidos políticos. No entanto, negam que vão se candidatar nas eleições de 2016 para cargo no legislativo. Desde a instalação das prefeituras bairros, muito se ouviu ilações de que elas serviriam de cabide de emprego e trampolim políticos para seus comandantes.

 

Todos  negaram interesse em disputar cargo eletivo. A negativa deles foi corroborada pelo coordenador geral da PB, Reinaldo Braga Filho. “Nenhum deles é candidato a vereador em Salvador nas próximas eleições. A maioria sequer é filiada a partidos políticos”, assinalou o coordenador.

 

Um entretanto, acha que é filiado, mas não tem certeza. Sósthenes Macedo, gerente da prefeitura do Subúrbio, diz que foi do PDT, depois PMDB e por fim PT, mas não sabe com está a sua situação dentro do partido. Ele também nega que vai disputar a eleição.

 

Todos são uníssonos em dizer que a missão é ajudar o prefeito ACM Neto (DEM).  “Essa hipótese não existe. Gosto do que estou fazendo, gosto do Executivo porque posso colocar em prática. Estou sob a liderança do prefeito ACM Neto e coloco o trabalho para o qual ele me designou em primeiro lugar”, comentou Sósthenes.

 

Gerente da prefeitura de Cajazeiras, Alan Muniz diz que “se se candidatar meu pai me mata”. Motivo o demista tem suficiente para escapar da disputa. Ian Mariani da prefeitura do Centro/Brotas vai ao mesmo caminho. “Não sou candidato a nada. Gosto de pegar no batente”, disse ao explicar que chegou ao cargo pelas mãos do secretário de Educação, Guilherme Belintani.

 

Comandante da prefeitura da Cidade Baixa, Claudio Conduro é filiado ao DEM, mas diz que não trabalha com “essa hipótese”. “Estou trabalhando ajudando o prefeito”. Miguel Bastos, gerente da prefeitura do Cabula, é filiado ao PSDB. Jean Sacramento, que apita em Pau da Lima é do PPS.

 

Cada gerente das prefeituras bairros ganha por mês de salário R$ 7 mil. Relatório relativo a semana passada mostra que a prefeitura do Centro foi a que teve maior demanda. A Cidade Baixa, por sua vez, foi o menos solicitado.

Facebook Comments