Data de Hoje
1 December 2021

Sucuri de 12 metros engole homem as margens do rio Araguaia

O caso verídico aconteceu em Mato Grosso, mais precisamente as margens do rio Araguaia, em julho de 2000 .Um grupo de quatro pescadores do interior paulista, dentre eles o dentista José Ronaldo, se aventurou como faziam há tempos, nesta época do ano, a uma pescaria nas águas do famoso rio, em busca de grandes pintados, pirarucus, pirararas, tucunarés e piraíbas.

Tão logo chegaram as margens do rio, escolheram uma clareira para montar acampamento e ao entardecer, resolveram tentar descobrir pesqueiros. Os quatro se separaram ao anoitecer, apenas três retornaram, ao acampamento. Preocupados, os três começaram a gritar mato afora, o nome do dentista. Nenhuma resposta. Com a mata fechada, aliada a falta de luz, fez com que voltassem ao acampamento, e esperaram pelo amanhecer.

Os três passaram a noite acordados. Acreditavam que José Ronaldo tinha sido atacado por uma onça ou qualquer outro animal, com os primeiros raios de sol deram continuidade as buscas. Bateram vários quilômetros e somente no final da tarde encontraram a primeira pista para localizar o dentista.

Eram pedaços de suas roupas que estavam a margem do rio. Havia sinais de luta. Logo dois pescadores pensaram que se tratava de um assalto, ou sequestro e ressurgiram as esperanças de que José Ronaldo ainda estivesse vivo.

O terceiro pescador, mais experiente, viu o mato amassado e afirmou que aquele rastro era de uma cobra, provavelmente uma sucuri, e ela deveria ter mais de dez metros.

Com a aproximação da noite os três voltaram ao acampamento, e somente no dia seguinte seguiram o rastro encontrado. Na tarde do terceiro dia eles avistaram uma grande cobra sucuri deitada, dormindo ao lado do rio.

Era enorme e tinha parte do corpo deformado. Logo eles suspeitaram ser o corpo do dentista.

cobra02

(Foto: Reprodução)

Usando um revolver e pedaços de pau eles atingiram na cabeça da cobra, a matando. Em seguida, a carregaram até o acampamento, onde colocaram o animal na carroceria de um caminhão e foram para Barra do Garça. Ao chegar lá, cobra foi aberta e o corpo do dentista retirado.

A história não teve que ser aumentada, e, ao contrário de outras contadas por pescadores, não teve um final feliz.

A sucuri é uma cobra que não possui veneno, ela se enrola na vítima, a sufoca, quebra-lhe todos os ossos e engole deslocando suas mandíbulas.

Por: Click Notícias / *Fonte: sitedecuriosidades

 

 

Facebook Comments