Data de Hoje
7 May 2021

Suíca e Sindilimp-BA participam do primeiro dia de vacinação dos trabalhadores da limpeza urbana em Salvador

São mais de cinco mil trabalhadores de limpeza urbana em Salvador

Na manhã desta quarta-feira (28/04) os trabalhadores da limpeza urbana do Salvador, começaram a ser vacinados. Conforme o cronograma de vacinação contra a Covid-19, os funcionários de limpeza de 50 anos, serão os primeiros, a serem vacinados. O autor da lei de n.º 9.486/2019 que pede inclusão dos trabalhadores de limpeza urbana em campanha de vacinação, vereador Luiz Carlos Suíca (PT), acompanhou com Ana Angélica, coordenador-geral do Sindlimp o início da campanha.
“Iniciamos na manhã desta quarta, uma assembleia com os trabalhadores e trabalhadoras da Limpeza Urbana da ECOSAL/ naturales e SOTERO, para falar um pouco da luta que tivemos para conseguir incluir os garis e margaridas no grupo prioritário para serem vacinados. É um momento histórico, não foi fácil, porém sem luta não há vitória. Eu e companheira Ana Angélica nos colocamos à disposição da classe trabalhadora na luta pela garantia de direitos e em proteção da vida. Lutamos pela nossa categoria que está à frente da linha do Covid, e ressaltamos a importância destes trabalhadores que são verdadeiros promotores de saúde”.
A vacinação dos trabalhadores da limpeza foi anunciada, pelo prefeito no sábado (24) com a imunização dos trabalhadores do transporte coletivo rodoviário de 50 anos ou mais e dos professores com mais de 40 anos.
O edil petista aproveitou e agradeceu ao deputado federal e ex-secretário estadual de Saúde Jorge Solla (PT-BA), que uniu forças em defesa dos garis e margaridas com o projeto de lei (n.º 1011/20) aprovado no plenário da Câmara dos Deputados que estabeleceu os profissionais da limpeza urbana como prioritários no processo de imunização. “Nada mais justo que essa emenda dos deputados petistas passasse com urgência no Congresso. Foi uma demanda nossa e fomos até a origem da questão para poder resolver isso imediatamente. A união das nossas forças e a sensibilidades por esses profissionais, fez surgir esse feito. Agradecer também a sensibilidade do estado e do município dando voz e vez para quem realmente necessitam, esses trabalhadores estão à de frente no combate, há mais de um ano, trabalhando dia e noite, no caos da crise sanitária, mas que justos serem vacinados, sem vacina não, ha trabalho, não há emprego”, complementa Suíca.
Além do edil soteropolitano, a direção do Sindilimp-BA também destacou a importância da categoria está sendo vacinada. “É gratificante sentir que a luta e o trabalho venceu, garantir a segurança para quem está na linda de frente, faça chuva ou sol, exercendo suas funções é vitória significativa em tempos de crise sanitária. A vacina ajuda a conter casos graves da covid, que já matou mais de 390 mil brasileiros”, resume Ana Angélica Rabello, coordenador-geral do sindicato.

 

Facebook Comments