Data de Hoje
19 January 2022

Suspeitas… Empresa de lixo que atua no subúrbio de Salvador é alvo de requerimento para instalação de CPI

A empresa baiana de limpeza urbana Torre Empreendimentos, que atua no subúrbio ferroviário de Salvador, é alvo de um requerimento para instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), na cidade de Aracaju, em Sergipe. A bancada de oposição na Câmara de Vereadores de Aracaju colocou em xeque a contratação emergencial da empresa, que voltou a operar na capital sergipana, com um contrato no valor de mais de R$ 42 milhões.

“Vamos investigar processos da Torre desde de 2010, quando Edvaldo também era o prefeito de Aracaju. Agora, o requerimento vai a plenário e esperamos que ele seja aprovado e, assim, seja aberta a CPI do lixo de Aracaju”, disse o vereador Elber Batalha (PSB).

Além do vereador Elber, o requerimento foi assinado por Iran Barbosa (PT), Lucas Aribé (PSB), Cabo Amintas (PTB), Kitty Lima (Rede), Fábio Meireles (PPS), Vinicius Porto (DEM), Américo de Deus (Rede) e Emília Correia (PEN).

A Torre também é suspeita de diversos crimes em outras cidades que passou, a exemplo de Vitória da Conquista, na Bahia, onde responde processos por corrupção, enriquecimento ilícito e ainda de faturar contratos sem licitação.

História Antiga

A instauração da CPI do lixo não é fato novo na cidade de Aracaju. Na última legislatura, o ex-vereador Bertulino Menezes entrou com um requerimento de CPI em relação à contratação da empresa entre os anos de 2010 e 2016. Mas, estranhamento, o requerimento foi arquivado pela Casa à época.

O Informe Baiano entrou em contato com a Torre, que preferiu não responder as denúncias.

 

Fonte Informe baiano

Facebook Comments