Data de Hoje
1 December 2021
Foto: Reprodução

Suspeitos da morte de engenheiro são filmados em tentativa de roubo na Vila Laura

Trio tentou roubar um carro um dia antes do crime; eles foram reconhecidos nas imagens por vítimas de assalto no Saboeiro

Imagens divulgadas pela Polícia Civil nesta quarta-feira (14) mostram os suspeitos da morte do engenheiro de som José Fernando Álvares Gundlach, de 62 anos, se preparando para roubar um carro no dia anterior ao latrocínio ocorrido em um ponto de ônibus no bairro do Saboeiro. O trio aparece em imagens gravadas pelo circuito de segurança de um prédio, na região da Vila Laura.

Ainda segundo a Polícia Civil, as imagens já foram submetidas às vítimas no Saboeiro, que reconheceram o trio como o mesmo que chega a bordo do Palio Weekend, placa JSS-9180, tomado de assalto por eles, em Jaguaribe, no dia 2 de outubro.

Nas imagens divulgadas hoje, dois suspeitos desembarcam do Palio Weekend quando a possível vítima estaciona o carro, um Fox prata. Um deles permanece no carro e a motorista percebe a movimentação e sai do local. A situação aconteceu por volta das 16h55, do dia 3 de outubro.

Um dos homens traja boné amarelo, camisa cinza e bermuda verde. Já o outro está vestido com uma camisa amarela, bermuda listrada e boné preto. Ambos são negros e calçam sandálias. O terceiro assaltante, que permaneceu no veículo, está vestido com uma camisa vermelha.

(Foto: Reprodução/ Polícia Civil)

(Foto: Reprodução/ Polícia Civil)

A Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), que investiga o crime, já havia divulgado o retrato falado de um dos suspeitos, dois dias depois do latrocínio do engenheiro de som.

O autor do disparo é apontado como um homem negro, aparentando entre 22 e 23 anos, magro, medindo cerca de 1,65 m e de olhos escuros. No dia do crime, o assaltante usava camisa pólo vermelha, bermuda, sandálias e boné branco. O retrato falado foi construído através do relato de testemunhas.

Qualquer informação que auxilie na identificação dos assaltantes pode ser encaminhada à polícia pelo telefone (71) 3117-6500, da DRFR, e pelo Disque-Denúncia: 3235-0000.

Por Correio
Facebook Comments