Data de Hoje
25 February 2021

TCE envia à Justiça Eleitoral lista de políticos inelegíveis

O ex-prefeito de Senhor do Bonfim, Carlos Brasileiro (PT), é um dos inelegíveis

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) deve provocar dor de cabeça nos possíveis candidatos que tiveram contas rejeitas pela Corte. O Pleno aprovou, por unanimidade, na sessão plenária da última quinta-feira (03), o envio da relação de gestores públicos com irregularidades à Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia (PRE). A ideia é auxiliar no processo de transparência do histórico dos possíveis postulantes e, a depender da situação, a PRE pode solicitar a exclusão do registro de candidatura ou barrar os intencionados em se lançar na vida pública. A lista foi publicada no site do órgão. A relação, datada entre os dias 06/07/2006 e 03/07/2014, revela os nomes de 282 pessoas. Entre os políticos e conhecidos que figuram na lista está, por exemplo, o ex-prefeito de Senhor do Bonfim, Carlos Brasileiro (PT); o ex-dirigente da Superintendência dos Desportos da Bahia (Sudesb) e da Bahifarma, Antônio Lomes do Nascimento; do ex-gestor de Juazeiro, Joseph Bandeira (PSB) e o deputado federal e ex-prefeito da cidade de Luís Eduardo Magalhães, Oziel Oliveira (PDT). Omar Britto teve duas de suas contas rejeitadas quando foi presidente da Empresa Baiana de Alimentos S.A, a Ebal, em 2007, e a Bahiafarma, em 2002, além de diversos ex-prefeito e administradores de autarquias, associações e fundações no estado da Bahia. O ato do TCE ocorre após o Tribunal de Contas da União (TCU), no último dia 24, divulgar lista com os nomes de cerca de 490 baianos que passam pela mesma situação dos relacionados no conjunto da Corte de Contas estadual.

Facebook Comments