Data de Hoje
20 September 2021

Terapeuta é acusado de estuprar paciente durante sessão de drenagem em Barreiras

Um terapeuta de 28 anos foi preso em flagrante, acusado de estuprar uma paciente durante uma sessão de acupuntura e drenagem linfática, no município de Barreiras, no Oeste baiano. O crime aconteceu na tarde desta terça-feira (22). De acordo com informações do delegado José Romero Cavalcante, a jovem costumava fazer tratamentos estéticas em uma clínica da cidade, e foi aconselhada a se consultar com o terapeuta quando começou a se queixar de dores lombares.

"Ela e a mãe já frequentavam o local, e um funcionário de lá indiciou o terapeuta, que estava atuando na clínica há cerca de 3 meses", disse o delegado Romero. A jovem de 19 anos esteve no local acompanhada pelos pais, que se consultaram com o suspeito antes da filha.

Foi a primeira sessão marcada pela família com o terapeuta, identificado como Paulo Alves Bandeira Júnior. "O pai e a mãe dela tinham consultas marcadas e foram atendidos por ele antes de voltar para a casa, mas a moça ficou. Ela foi a última sessão da clínica antes do almoço e só estavam os dois no local", continua. 

De acordo com a vítima, ela estava só de calcinha e com uma toalha enrolada no busto e duas outras cobrindo o rosto e as partes íntimas. Durante a massagem, ela disse que Paulo subiu na maca e ficou por cima dela, segurando os seus braços, antes de puxar a calcinha dela para o lado e a penetrar. "Ela disse que gritou muito, mas os dois estavam sozinhos no local e ninguém apareceu para ajudá-la. Ela também disse que não conseguiu reagir porque ele é um homem grande, muito forte, e estava sendo segurada por ele".

Inicialmente, o terapeuta negou ter mantido relações sexuais com a jovem, mas confessou que houve sexo consensual ao saber que havia indícios na roupa e no corpo da moça. Paulo nega que cometeu a violência. "Ele disse que os dois se excitaram durante a massagem e trocaram carícias, antes dela sentar na maca e ele a penetrar", relata o delegado. "Disse que ela estava muito calma ao sair, e deu até um 'tchauzinho' para ele".

Só que a moça contou para a polícia que estava muito nervosa ao deixar o local, chorando muito, enquanto tentava entrar em contato com os pais. A Polícia Civil solicitou as imagens de segurança da clínica de estética, buscando confirmar uma das versões.

A jovem de 19 anos passou por um exame de corpo delito, onde ficou constatado que houve uma relação sexual. "Por conta da acusação dela, o caso foi enquadrado como estupro e o terapeuta foi indiciado e preso em flagrante", confirma o delegado Romero.

Ele está detido na carceragem do Complexo Policial de Barreiras. A jovem foi encaminhada para um hospital da região, onde recebeu medicamentos ministrados em casos de estupro, como coquetel anti-HIV e pílula do dia seguinte. Ainda de acordo com a polícia, ela também foi orientada a procurar acompanhamento psicológico. 

 

Fonte: Correio24Horas

Facebook Comments