Data de Hoje
10 May 2021
O Vitória e a FBF alegam que transferência do jogador foi nacional (Foto: Reprodução)

TJD-BA mantém partidas entre Juazeirense e Vitória

O presidente do TJD-BA, Pedro Casali, decidiu no início da tarde desta sexta-feira, 8, manter as partidas entre Juazeirense e Vitória, marcadas para os dias 10 e 21, pelas semifinais do Campeonato Baiano. A decisão vai de encontro ao parecer do presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Caio Rocha, emitido na quinta, 7, que determinava a suspensão dos jogos.

No despacho, Casali lembra que a Procuradoria do TJD-BA decidiu pelo arquivamento da denúncia feita pelo Flamengo de Guanambi, que constesta a regularidade da escalação do zagueiro Victor Ramos na partida realizada 26 de março, entre ambas equipes, pelas quartas de final do estadual.

” (…) Esta presidência, por DECISÃO, julgou em definitivo a lide arquivando a Notícia de Infração Discplinar Desportiva nº 045/2016. Posto isto, fica determinado pelo TJDF/BA a continuação do certame, estando mantidas as partidas do dia ” 10.04.2016 e do dia 21.04.2016 entre Juazeirense e Vitória”, ratificando a decisão anteriormente tomada de não suspensão do campeonato”, diz um trecho do texto.

O Rubro-Negro do interior contestou a regularidade do zagueiro, pois o regulamento da competição informa que jogadores oriundos de transferência internacional teriam de aparecer no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF até 16 de março. O nome de Victor foi publicado apenas no dia 18, sendo que ele veio emprestado pelo Monterrey, do México.

O presidente do STJD havia sugerido a suspensão da realização dos jogos. A medida foi decorrente de um mandado de segurança que o Bahia havia impetrado como parte interessada no caso.

O Vitória e a Federação Bahiana de Futebol (FBF) afirmam que Victor Ramos está regular, pois seu último clube havia sido o Palmeiras, defendido por ele até 31 de dezembro de 2015. Como o Monterrey não solicitou o retorno de sua documentação, ela permaneceu no Brasil. A transferência ocorreu dentro da própria Confederação Brasileira de Futebol (CBF), portanto, ela seria nacional.

A Tarde
Facebook Comments