Data de Hoje
19 January 2022

Trabalhadores baianos do polo Petroquímico fazem protesto contra Reforma da Previdência

Após ato em Camaçari, uma nova mobilização está prevista para acontecer na capital baiana hoje, segundo o diretor do Sindiquímica, Alfredo Santos

Com a previsão de que a proposta de Reforma da Previdência seja enviada hoje (20) ao Congresso Nacional, categorias contrárias às alterações se mobilizam nesta manhã. Em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Química, Petroquímica, Plástica e Farmacêutica do Estado da Bahia (Sindiquímica) realizou uma manifestação na estação de transbordo do Polo Petroquímico, nas primeiras horas do dia. A entidade planeja, ainda, outro encontro às 10h, desta vez em Salvador, em frente à sede do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), no Comércio.

Em entrevista ao Metro1, o diretor de imprensa do Sindiquímica, Alfredo Santos, afirmou que as mobilizações em Camaçari e Salvador são “plenárias” com caráter informativo. “A gente paralisou hoje os trabalhadores que iriam entrar agora de manhã para trabalhar, fizemos uma assembleia com os trabalhadores do turno e do administrativo, dialogando sobre o projeto de reforma da Previdência que foi encaminhado ao Congresso e dos malefícios que ele causa para os trabalhadores”, explicou.

Ainda segundo o representante, as manifestações marcam o início de um “processo crescente” de mobilização. “A gente sabe que o projeto não vai ser votado do dia para a noite. A gente acredita que talvez de março para abril tenha uma nova greve geral no Brasil, e estamos começando o passo a passo de mobilização para construção dessa greve”, disse.

Facebook Comments