Data de Hoje
1 December 2021

Transporte complementar ganha novos 66 ônibus

Neto entrega os novos onibus de transporte complementar

Passageiros do Subsistema de Transporte Especial Complementar (STEC) serão beneficiados com 66 novos veículos em substituição aos antigos. O prefeito ACM Neto participou nesta terça-feira da entrega dos novos ônibus aos cooperados, em evento realizado no estacionamento São Raimundo, nos Barris. Na ocasião, Neto anunciou que, até o final do ano, 100% dos veículos serão totalmente substituídos como parte do compromisso com a qualidade do transporte público na cidade. Isso alcança cerca de 300 ônibus do sistema. Os novos veículos terão que ser adaptados para utilização por pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. A frota, além de ser mais confortável, conta com ventilação forçada e motores Euro V, que produzem menos poluentes. O STEC é, atualmente, responsável por 10% do total das demandas realizadas pelo transporte público em Salvador, com cerca de 120 mil passageiros/dia, suprindo as áreas periféricas da cidade, como Cajazeiras, Subúrbio e Itapuã. “Isso significa maior qualidade no sistema de transporte para o cidadão. Salvador é uma cidade grande, de ruas, becos e vielas, e, muitas vezes, o ônibus tradicional não consegue chegar a determinados locais. E é aí que entra o transporte complementar, que chega aos locais com maior dificuldade de acesso. Por esse motivo, queremos reforçar ainda mais esse sistema e a prova disso é a entrega desses ônibus zero quilômetro. São veículos adaptados para pessoas com deficiência”, afirmou o prefeito. O presidente da Cooperativa dos Permissionários do Subsistema de Transporte Especial Complementar de Salvador (COOPSTECS), Pedro Miranda, comemorou a novidade. “Isso significa a realização de um sonho, tanto para nós da cooperativa quanto para a população de Cajazeiras, Subúrbio e outras áreas. É um equipamento com mais robustez, economia, segurança e acessibilidade. Se não fosse a Prefeitura, nada disso seria realidade. Agora não vai ter mais aquele problema de voar roda no meio da rua porque os veículos estavam superlotados. Com os veículos novos, a segurança será maior”, observou.

Facebook Comments