Data de Hoje
6 August 2021
Foto reprodução

Transporte público foi um dos temas mais debatidos na Câmara Itinerante de Cajazeiras

O tema transporte público foi um dos mais debatidos na terceira edição do Projeto Câmara Itinerante, que aconteceu no Ginásio Poliesportivo de Cajazeiras, em Fazenda Grande II. O objetivo da sessão foi debater os problemas de Cajazeiras e posteriormente, enviar a Prefeitura de Salvador um relatório para que sejam realizadas intervenções. A região contempla 15 bairros, sendo nove Cajazeiras, 4 Fazendas Grande (incluindo Jaguaribe), Águas Claras e Boca da Mata.

Em discurso, o vereador e presidente do Sindicato dos Rodoviários da Bahia, Hélio Ferreira(PCdoB) relembrou a audiência pública realizada no bairro no início do ano e criticou a mobilidade urbana de Salvador.

“Eram 50 ônibus em Cajazeiras e hoje tem 35. Esse problema é em toda Salvador. Várias linhas foram desativadas. A gente tem que reagir e fazer uma grande mobilização nas ruas para que os gestores vejam que essa política de mobilidade está errada”, criticou Hélio.

A líder comunitária Rita Sebadelho, moradora e comerciante do Condomínio Fazenda Grande, na Avenida Assis Valente, afirmou que a comunidade em que mora conta com quase 10 mil pessoas e apenas duas linhas de ônibus.

“Só tem Estação Mussurunga e Estação Pirajá. Só que a gente não chega na Estação Pirajá em duas horas.. Poderia as linhas que passavam na 10 descer e passar em nossa porta, mas não acontece. Então, temos que subir a ladeira todos os dias para pegar o ônibus. E no pistão todo são 3 mil famílias e quase 10 mil pessoas”, desabafou Rita.

Facebook Comments