Data de Hoje
22 July 2024

“Uma festa que não gera emprego, gera ocupação precária, diz oposição sobre Réveillon de 5 dias

Após a divulgação feita pelo prefeito ACM Neto (DEM) nesta segunda-feira (27) com seis meses de antecedência 20 artistas que tocarão no Réveillon de Salvador e apesar de não divulgar a grade completa do evento, Neto ressaltou que será a maior festa do país e deixou claro que serão 5 dias de festa.

Criticado sempre pela oposição de ser um prefeito festeiro, mais uma vez foi alvo de reclamação.  O vereador da oposição Everaldo Augusto (PCdoB) criticou a falta de elementos de Neto para chamar atenção para Salvador.

dsc_4191

“O prefeito está mais preocupado com festa do que com a cidade. Ele nem sabe se vai continuar prefeito no Réveillon e já está fechando os contratos para fazer a festa. Serão cinco dias de festa. Em todas as capitais a festa é do dia 31 para o dia 1º. Aqui são cinco dias, isso também chama atenção. A única alternativa econômica que o prefeito tem para a cidade é festa, entretenimento, ele não investe para atrair novas opções econômicas”, disse.

Ele ainda questionou a rentabilidade econômica do evento: “Uma crítica é que as festas não geram emprego, geram ocupação precária, a renda gerada é para um grupo pequeno de pessoas. Há um prejuízo inclusive para o comércio, que passa um período de ‘ressaca’ após as festas”.

Click Notícias