Data de Hoje
24 October 2021

Unifacs nega prática de propaganda enganosa em curso de engenharia mecatrônica

A Universidade Salvador (Unifacs), acionada pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) por propaganda enganosa na internet, em nota, negou as acusações do parquet. De acordo com a universidade, o curso de engenharia mecatrônica, criado em 2005 e reconhecido pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC) em 2011, “está rigorosamente dentro dos padrões e tem situação regular frente ao MEC, como pode ser constatado no próprio site do Ministério”. A universidade ainda diz que, “por questão de nomenclatura, que não é exclusiva da Unifacs, a titulação do profissional do Engenheiro de Mecatrônica no Crea [Conselho Regional de Engenharia e Agronomia], a quem compete o exercício da profissão, equivale ao de Engenheiro de Controle e Automação”. “Vale lembrar que, pelas Diretrizes Curriculares Nacionais das Engenharias, a Universidade tem autonomia para utilizar qualquer nomenclatura para os cursos”, salienta a nota. Além disso, a Unifacs pontua que o Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea/Crea) possui resolução (1016/2006) “que deixa claro e expresso em seu art. 9 que não é obrigatória a coincidência entre o título do diploma acadêmico e o título do registro profissional atribuído pelo Crea”. A Unifacs ainda salienta que desde a primeira turma, os egressos do curso são diplomados como engenheiros mecatrônicos e registrados no Confea/Crea como engenheiros de controle e automação, “sem qualquer prejuízo ao exercício profissional”. A universidade ainda indica que o curso está devidamente regularizado e cadastrado como engenharia mecatrônica no site do Crea. O jurídico da Unifacs afirmou que a universidade ainda não foi notificada oficialmente pela Justiça.

Por: BN

Facebook Comments