Data de Hoje
27 September 2021

UPA se engana e diz a família que paciente viva estava morta; marido passou mal

UPA se engana e diz a família que paciente viva estava morta; marido passou mal

(Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Caso aconteceu nesta terça-feira (2). A UPA admitiu o erro três horas após ter anunciado a morte de Neuza, e explicou que quem havia morrido, na verdade, era outro paciente. Quem recebeu a notícia da suposta morte da tio foi o sobrinho Weberson Leite de Oliveira, nesta madrugada.

"Me ligaram dizendo que ela tinha dado uma parada cardiorrespiratória, que eles tentaram reanimá-la e não conseguiram. Infelizmente, ela veio a óbito. Me deram as coisas dela, as malas e cobertas e mandou eu avisar à família", relatou o operador de empilhadeira em entrevista ao G1 Goiás.

Ele avisou aos parentes de outros, que começaram a organizar viagens para participar do velório da doméstica. "Todo mundo ficou em desespero. Aí ligou para pessoas de São Paulo, Brasília e interior [de Goiás]. Todo mundo estava vindo", comentou o sobrinho de Neuza.

UPA admitiu erro e diretor disse que envolvidos já foram afastados

(Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

O marido da doméstica, que sofre de pressão alta, chegou a passar mal quando recebeu a notícia da morte da esposa. “Eu entrei em desespero porque eu estava deitado com os meus meninos. Aí ele chegou lá, bateu a campainha e falou: ‘Sua mulher veio a óbito’. Como eu tomo remédio controlado, eu peguei e desmaiei", relembrou Carlos de Godói Neves, auxiliar de serviços gerais.

A família já estava a caminho da cidade quando a UPA corrigiu a informação e avisou que quem tinha morrido era outra paciente da unidade. O diretor técnico da UPA, Murilo Santana, informou que um procedimento administrativo foi aberto para investigar o erro.

"Nós estamos apurando os fatos e inclusive já afastamos algumas pessoas que a gente sabe que estavam envolvidas", disse Santana ainda em entrevista ao G1 Goiás. A doméstica estava internada na UPA desde o dia 27 de maio, aguardando uma vaga em um hospital com mais recursos para receber o tratamento adequado.

Após o incidente, a Secretaria Municipal de Saúde de Anápolis transferiu Neuza para o Hospital Jamel Cecílio. Ela está internada na UTI semi-intensiva da unidade, e o estado de saúde dela é considerado grave.

Facebook Comments