Data de Hoje
20 September 2021

URGENTE! Rodoviários se revoltam com contraproposta; ônibus são depredados

Motoristas estão parando os veículos; passageiros seguem pelas ruas a pé

Foto: Juliana Schriefer/Varela Notícias

Foto: Juliana Schriefer/Varela Notícias

Os rodoviários não concordaram com a contraproposta enviada pela Superintendência Regional do Trabalho, em assembleia no início da tarde desta segunda (26). Indignados, membros da categoria afirmam que não foram consultados durante a reunião com o SETPS e querem deflagrar greve de qualquer jeito.

Com os gritos de “Vai parar! Vai parar!”, os rodoviários protestam na região da Sete Portas, a cerca de 300 metros do Aquidabã. Os trabalhadores estão parando os ônibus e mandando os passageiros descerem. Alguns coletivos foram depredados por um homem ainda não identificado. Os rodoviários, por outro lado, pedem que as manifestações sejam feitas sem violência.

“Hélio Ferreira se reuniu a portas fechadas e não consultou a categoria. Decidiu tudo sozinho, não estávamos sabendo de nada”, reclamou um motorista em entrevista ao CLICKNOTICIAS, referindo-se ao presidente do Sindicato dos Rodoviários. ”Nós não vamos aceitar. Não vamos abrir as garagens amanhã. Mas tudo sem vandalismo. Aqui não tem sindicato, tem a categoria”, disse outro rodoviário.

Foto: Juliana Schriefer/Varela Notícias

Foto: Juliana Schriefer/Varela Notícias

Segundo o diretor do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Salvador (Setps), Jorge Castro, uma proposta para aumento de 6% foi entregue, mas os rodoviários estão pedindo 15%. De acordo com fontes extraoficiais obtidas, a proposta lançada foi de 9%. O grande impasse entre o sindicato dos rodoviários e empresários está, também, na questão da jornada de trabalho, que atualmente é de oito horas (os rodoviários exigem que seja reduzida para seis horas).

Foto: Juliana Schriefer/Varela Notícias

Foto: Juliana Schriefer/Varela Notícias

 
Foto: Juliana Schriefer/Varela Notícias

Foto: Juliana Schriefer/Varela Notícias

Foto: Juliana Schriefer/Varela Notícias
Facebook Comments