Data de Hoje
21 September 2021

Vereador Suíca fala qual posição política o prefeito ACM Neto deve tomar na situação que envolve Alexandre Paupério

O vereador Luiz Carlos Suíca (PT), ontem (23), em entrevista ao Portal Click Notícias, falou sobre o escândalo de suspeita de desvio de verba do atual secretário de gestão do Município, Alexandre Paupério. O petista informou a posição e situação de um gestor de uma cidade nesses tipos de situações.

Ressaltou que a população brasileira tem ido as ruas, as vezes por iniciativa própria, outras capitaneadas por alguns partidos contra a presidente Dilma (PT): pedindo o fim da corrupção, pedindo moralidade, pedindo educação, saúde, emprego. Então a população brasileira está acordando para mais investimentos.

Questionado se o prefeito deveria afastar, a priori, o secretário, até que as investigações chegassem ao fim, o vereador explicou:  “Quem deve atender ou deixar, ou exonerar pessoas que estão envolvidas em tipo de situações como a do secretário são os gestores. Se acontecer no governo Dilma, é a presidente que deve decidir; se acontece no governo ACM Neto, é o governo ACM Neto que deve decidir. Eu só chamo atenção que a oposição não está acusando ninguém, ela está fazendo o seu papel, não só a oposição, também outros vereadores estão fazendo o mesmo. Deixando claro que a iniciativa da investigação foi do Ministério Público e a oposição está pedindo esclarecimentos, ninguém está fazendo juízo de valor. Não estamos antecipando uma condenação, isso quem fará é a justiça”.

“Quem decidirá se ele continuará é o prefeito ACM Neto, a consciência e confiança que o prefeito tem com o secretário quem diz é o gestor da cidade, se ele acha, mais confortável que ele saia, para ele ter tempo de se defender, não sou eu que decidido”, complementou o vereador.

Mais uma vez, questionado se ele estivesse na gestão como prefeito, hoje, qual iniciativa tomaria, Suíca deixou claro que não é prefeito e sim vereador, “se acontecer algo no meu mandato como vereador eu iria confiar ou desconfiar dos meus assessores. Primeiro confio no Ministério Público. Eu não sou o Prefeito ACM Neto, não sei o nível de confiança que ele tem com o secretário. Se acontecer no meu gabinete, logicamente, eu saberia a decisão que eu tomaria”, concluiu.

Por: Mara Silvany/ Foto Mara Silvany

[email protected]

Facebook Comments