Data de Hoje
3 March 2021

Vi a criança. Atirei por nada", diz jovem que matou professora

Danilo Nery Santos, vulgo Dandão, que atirou na professora Andrea Borges no domingo (4), disse que viu o filho dela de 6 anos dentro do carro. Durante coletiva de imprensa nesta manhã (6) ele afirmou que não tinha intenção de levar o veículo com a criança dentro. “Eu pedi para ela parar o carro e ela não parou”, conta. 



Fernanda Porfírio, diretora do Departamento de Polícia Metropolitana (Depom),falou sobre o crime que chocou a sociedade pela frieza. "Você percebe que Danilo é frio e isso causa indignação na gente, ele fala de forma banal sobre algo tão grave. Essa frieza dá-se em razão do histórico dele. Para ele, foi só mais um crime cometido".


 
A titular da 6ª delegaciaMaria Dail Sá Barreto, também se demonstrou chocada no auge de seus 32 anos de carreira. "Primeiro pelo fato de eu nunca ter visto um menor de idade, com 14 anos, tão perigoso, com os crimes que ele cometeu. Fora a frieza de Danilo em ter atirado na vítima sem a menor necessidade, nem empurrou ou deu corunhada, atirou de primeira", analisa.

 
O crime
Andrea, que ensinava em uma escola estadual e também numa particular, tinha ido comprar pão com o menino quando foi abordada por Danilo e outros dois jovens menores de idade. Ela tentou fugir com o carro e levou um tiro na nuca na Vila Laura. Ainda nesta manhã, os envolvidos informaram a polícia o local onde está a arma do crime
Facebook Comments