Data de Hoje
21 February 2024
Foto reprodução

Vídeo cenas fortes de violência: Detento é espancado por cantar mulher de traficante

Detentos do Sistema Penal do Pará, registram o espancamento de um preso que cantou a mulher de um traficante.

Os próprios presos criam leis próprias e condenam ‘colegas’ à morte em presídios do Piauí 102. As leis dentro dos presídios são severas e cruéis.

A baixo no final da matéria podemos ver um vídeo que confirma a punição de um detento que cantou mulher de um traficante.

Líderes de facções criminosas reclusos no sistema prisional do Piauí criaram um código de conduta próprio “para colocar ordem nos presídios”. Caso o código não seja observado, o preso é levado a “julgamento” e pode ser condenado à morte. Segundo o Sinpoljuspi (Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí, filiado à CUT), os julgamentos ocorrem geralmente à noite.

Fotos montagem Click Notícias

Fotos montagem Click Notícias

“Essas reuniões noturnas são lideradas por facções que existem dentro dos presídios, e devido à superlotação, não temos como separar. Os líderes, ao saberem que determinado preso cometeu um delito, fazem o julgamento, na calada da noite, por meio de cartas e códigos que condenam ou não o interno à morte”, disse o presidente do Sinpoljuspi, Vilobaldo Carvalho.

page

A violência dentro dos presídios do Piauí já fez oito vítimas fatais este ano. São presos que foram assassinados pelos próprios colegas. Pelo menos cinco deles foram mortos dentro de unidades prisionais do Estado em um período de 40 dias, entre os meses de abril e maio.

No código de conduta dos presos há regras tanto para quem já está lá dentro quanto para quem acaba de chegar. Nessas “leis” existem punições para internos que descumpriram alguma ordem, como entrar numa cela calçado ou paquerar a mulher de um colega, por exemplo.

Fotos montagem Click Notícias

Fotos montagem Click Notícias

As regras também servem para os recém-chegados. Estes ingressam já com uma espécie de “ficha”, na qual determinados crimes não são admitidos pelos próprios presos, entre eles estupro, agressão contra mulheres, crianças e idosos e até roubo de celular.

VÍDEO

https://www.youtube.com/watch?v=89jGpS9ntTA&feature=youtu.be

Click Notícias