Data de Hoje
20 January 2022

vídeo de mega operação no bairro do Cabula é mentira

O vídeo que circula nas redes sociais sobre uma suposta operação do Exército Brasileiro no bairro do Cabula, em Salvador, não foi gravado nesta segunda-feira (9/3). A ação seria uma resposta à morte do soldado Fernando Guardiano, torturado por traficantes na localidade conhecida como Timbalada. O colega dele, que não teve o nome divulgado, também foi surpreendido pelos criminosos.

Aratu On entrou em contato com fontes ligadas ao alto comando da corporação. Oficiais do 19º Batalhão de Caçadores (19 BC) – que fica sediado no Cabula – e do 6º Batalhão de Polícia do Exército (6º PE) garantiram que a ação gravada no vídeo foi realizada em 2019 e não foi operacional. Na verdade, os militares participavam de uma marcha de 16 quilômetros como parte dos treinamentos oficiais. Eles não disseram, porém, onde aconteceu.

MORTE 

Fernando Guardiano estava junto com outro colega quando resolveram ir ao local para deixar um terceiro colega. A dupla foi surpreendida por integrantes da facção criminosa Comando da Paz (CP), que atua na região. Além de torturados, os dois foram obrigados a entrar e nadar em uma lagoa que fica na Timbalada. Uma das vítimas conseguiu sair, enquanto Fernando não teve a mesma sorte.

Depois do caso, já na noite de domingo (8/3) e enquanto o rapaz ainda estava desaparecido, uma operação foi montada pela Polícia Militar e pelo Exército para tentar localizar os traficantes. Houve troca de tiros e um dos suspeitos, identificado apenas pelo prenome de Silas, acabou ferido. Ele foi socorrido para o Hospital Geral Roberto Santos, mas não resistiu aos ferimentos.

 

O corpo de Fernando foi localizado na manhã desta segunda-feira (9/3) por uma equipe de mergulhadores do Corpo de Bombeiros e levado para o Instituto Médico Legal de Salvador. O caso está sendo acompanhado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Em nota oficial, encaminhada pela assessoria de imprensa da 6ª Região Militar do Exército Brasileiro, a corporação informou que o soldado ferido foi encaminhado à unidade hospitalar do Exército em Salvador, para a realização de exames e encontra-se em observação.

LEIA NA ÍNTEGRA:

O Comando da 6ª Região Militar informa que, por volta das 2h da madrugada deste domingo (08/03), três soldados do 6° Batalhão de Polícia do Exército, sediado em Salvador-BA, retornavam, de carro, de uma festa e após um deles ter sido deixado nas proximidades de sua residência, os outros dois foram abordados na região conhecida como Timbalada, no bairro do Cabula, por um grupo de meliantes, que portavam armas de fogo. 

Os dois militares foram agredidos e forçados a fugir atravessando um curso d’água, enquanto os meliantes realizavam disparos contra os dois militares.
Um dos soldados atingiu a margem oposta e perdeu contato visual com o outro militar, conseguindo ajuda de duas equipes policiais próximas (Polícia Militar e Polícia Civil), que deslocaram-se até o local da ocorrência, porém, sem terem encontrado os meliantes, o veículo ou o outro militar.

O soldado que evadiu-se do local foi encaminhado à unidade hospitalar do Exército em Salvador, para a realização de exames e encontra-se em observação. O Comando da 6ª Região Militar e o Comando do 6° Batalhão de Polícia do Exército estão prestando o apoio  ao militar hospitalizado e aos familiares dos soldados vitimados.

Facebook Comments