Data de Hoje
1 December 2021

VÍDEO: Jornalista e Cinegrafista morrem ao vivo enquanto faziam uma entrevista

A repórter Alison Parker e o cinegrafista Adam Ward, jornalistas de uma TV afiliada à rede norte-americana CBS, foram mortos a tiros nesta quarta-feira (26/08/2015) enquanto faziam uma entrevista ao vivo no estado da Virgínia, nos Estados Unidos. O atirador, que é um ex-empregado da emissora, atirou em si mesmo pouco depois dos assassinatos. Os jornalistas do canal WDBJ-TV foram atingidos na Bridgewater Plaza, na cidade de Moneta. A repórter tinha 24 anos, e o câmera, 27. O suspeito Vester Lee Flanagan, que utiliza na mídia o nome de Bryce Williams, registrou os disparos e postou em sua conta no Twitter. Ele tinha 41 anos, de acordo com a Associated Press, e foi preso. A polícia começou a persegui-lo logo depois do crime. Vicki Gardner, integrante da Câmera de Comércio da região, era entrevistada no momento do crime. Ela foi atingida nas costas, passou por cirurgia e tinha quadro de saúde estável. Acredita-se que o atirador tenha disparado seis ou sete vezes, disse o presidente e gerente-geral do WDBJ, Jeffrey Marks, segundo a CNN. Bryce Williams postou comentários no Twitter afirmando que a repórter Alison Parker “fez comentários racistas” e que o cinegrafista Adam Ward fez uma reclamação contra ele no RH do canal, “depois de terem trabalhado junto apenas uma vez”. Em entrevista à Fox News, Jeffrey Marks disse que Vester Lee Flanagan “era para muitos uma pessoa difícil de se trabalhar”.

VEJA O VÍDEO:

Facebook Comments