Data de Hoje
22 June 2024
Fotos: Mara Silvany / Click Notícias

Vídeo: sessão “Pinga Fogo” deu o que falar sobre a merenda escolar de Salvador

A sessão na Câmara Municipal de Salvador na tarde desta terça (03) ficou pequena. Vereadores da oposição não deixaram barato e alfinetaram a gestão do prefeito ACM neto, fazendo o ânimo dos vereadores da bancada do prefeito de exaltarem e partirem para a defesa sobre a denúncia em que a merenda escolar municipal de Salvador está sendo vendida em supermercados em Goiás.

O vereador Léo Prates (DEM) devolveu a alfinetada, apontando o Governo Federal e Estadual onde estão envolvidos em lava Jato, denúncias e fraudes. Prates convidou a vereadora Aladilce Souza (PCdoB) para que subisse a tribuna e denunciasse também os erros graves do PCdoB e PT.

Os vereadores de Salvador pediram e foi aprovado o comparecimento do secretário de educação, Guilherme Bellintani, a Câmara dos Vereadores onde prestará esclarecimento sobre o suposto desvio de peixes da merenda das escolas públicas de Salvador. Um requerimento foi feito para o convite do secretário a Câmara.

De acordo com o vereador Claudio Tinoco (DEM), o requerimento foi apresentado ao Colégio de Líderes pela vereadora Aladilce Souza (PCdoB).

https://www.youtube.com/watch?v=ZK7b-8NsP1c

 

 

https://www.youtube.com/watch?v=Y2Gs0J3j7E4

 

Entenda o caso

Segundo a Record os peixes que deveriam ser destinados a merenda escolar em Salvador são vendidos em um supermercado de Goiás, onde um homem identificou o suposto desvio após fazer compras de peixe em posta.

Segundo o homem, que não quis se identificar, a etiqueta mostrava que o produto era da prefeitura de Salvador e o pacote do peixe custou R$ 18,50.

Em visita ao supermercado, a reportagem da Record achou mais unidades com a identificação da prefeitura de Salvador sendo vendidas.

Por: Mara Silvany com colaboração de Marcele Correia
Click Notícias