Data de Hoje
1 March 2024
Pênis infestado de miíase/ Foto: Youtube

VÍDEO:Idoso em estado avançado, pênis infestado larvas de mosca

12179496_1491964601099199_1456168908_n

Denomina-se Miíase a doença causada pela invasão do tecido cutâneo por larva de mosca, que afeta diversas espécies de animais, inclusive humanos. Para que a mosca adulta ponha os ovos, é necessário que haja uma “porta de entrada”, nesse caso feridas abertas e com secreção pelo qual as moscas são atraídas, e ali deposita muitos ovos.

Doença parasitária provocada pela larva da mosca Dermatobia hominis (mosca varejeira, de cor azulada ou verde, com um brilho metálico). Podendo ser larvas Biontofagas (que alimentam de tecido vivo) ou necro biontofagas (alimentam de tecido morto).

Após a penetração da larva no tecido, começa a formar uma lesão nodular, avermelhada, com orifício central, por onde é eliminada uma secreção aquosa (exsudato), levemente amarelada ou sanguinolenta. Podem ser uma ou mais lesões e atingir qualquer área da pele, inclusive o couro cabeludo. A doença provoca dor em fisgada e, em alguns casos, coceira.

Uma característica clínica que define o diagnóstico pode ser notada observando-se atentamente o orifício central da lesão. De tempos em tempos a larva sobe ao orifício para respirar e esta movimentação pode ser percebida claramente

O tratamento consiste na retirada mecânica da larva, que pode ser conseguida através da expressão da lesão e pinçamento da mesma, o que pode ser difícil de conseguir. Muitas vezes, é necessário realizar uma incisão para alargar o orifício e visualizar melhor o berne

Culturalmente em lugares onde não havia acesso a tratamento medico e com alto índice de casos a população optava por um “tratamento tradicional” muito empregado em localidades rurais é a colocação de um pedaço de toucinho sobre a lesão por algumas horas. Impedida de respirar pelo toucinho, a larva tende a penetrar neste, deixando a pele do hospedeiro.

A ivermectina, medicamento tomado por via oral, também pode ser utilizada e a dose deve ser ajustada, de acordo com o peso do paciente, pelo médico dermatologista.

Veja o vídeo:

Fonte: Diogo Melo