Data de Hoje
28 February 2021

Vigilancia Sanitaria de Salvador realizou mais de 15 mil ações de fiscalização durante pandemia

Em 11 meses, a Vigilância Sanitária de Salvador (Visa), vinculada à Secretaria Municipal da Saúde (SMS), realizou mais de 15 mil ações de fiscalização aos protocolos estabelecidos pelo município para proteção à vida, durante a pandemia de Covid-19. Dentre as principais medidas estão inspeções sanitárias em serviços e comércios de alimentação, fabricantes e comerciantes de cosméticos, serviços de saúde público e privados, hotéis, pousadas, abrigos, funerárias, cemitérios, drogarias e laboratórios, além da intensiva apuração de denúncias.

Desde 16 de março, foram fiscalizadas 1.034 drogarias; 50 funerárias e cemitérios; 370 Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs), pousadas, abrigos e correlatos; 1.324 serviços de saúde; 216 cosméticos/saneantes e 1.510 comércios de alimentos. O órgão recebeu mais de 201 denúncias, das quais 194 foram atendidas e 49 eram procedentes. Foram aplicados 18 termos de apreensão e 32 cláusulas de interdição, e 53 autos de infração foram cumpridos.

Os principais flagrantes nas inspeções foram relacionados à disponibilização de álcool em gel pelos estabelecimentos, e origem e rótulo dos produtos sanitários. Já as denúncias mais comuns e que exigiram atenção imediata foram relacionadas às pessoas mais vulneráveis à doença; processo de trabalho que acarreta transmissão viral; falta de distanciamento social; produção ou comercialização de produtos supostamente voltados para a prevenção e/ou tratamento; serviços de atendimento a casos suspeitos ou confirmados; locais de testagem; segurança no fluxo de óbitos e estabelecimentos que modificaram o fluxo de trabalho para se adequarem ao cenário.

Próximas fiscalizações – Desta quarta (17) até sexta-feira (19), serão realizadas ações específicas nos Distritos Sanitários de Salvador. Supermercados, salões de beleza e drogarias serão alguns dos estabelecimentos que receberão a visita das equipes de fiscalização.O cidadão deve continuar enviando denúncias à Vigilância Sanitária, através do Fala Salvador 156.

“A proteção da vida dos soteropolitanos é a prioridade e a Visa tem um papel muito importante nesse sentido, que é fiscalizar e fazer cumprir todos os protocolos sanitários. Estes números expressivos refletem os esforços conjuntos para diminuir ao máximo os riscos durante o período que estamos atravessando”, destacou o coordenador da autarquia, Raoni Rodrigues.

Facebook Comments