Data de Hoje
20 June 2021

Vírus da Hepatite C pode ser transmitido através do esmalte de unha; entenda

Especialistas esclarecem os cuidados para evitar contaminação em salões de beleza

Hepatite também pode estar no esmalte da unha. A maioria das pessoas já sabe, fazer as unhas no salão de beleza requer cuidados como alicate esterilizado, pois alguns vírus, como o da Hepatite C são muitos resistentes e podem ser transmitidos de um dedo ferido para outro. Ainda tem as lixas e as espátulas de empurrar cutícula, também considerados materiais de risco.

Mas um dos itens de beleza que ninguém imaginava, pode ser transmissor do vírus. O esmalte também pode ser perigoso. “O esmalte pode ser um veículo onde o vírus da hepatite consegue sobreviver por algum tempo, não só o esmalte, como outros meios líquidos”, esclarece o hepatologista Raimundo Paraná. Isso depende da forma do esmalte, se não tiver amônia, hipoclorito de sódio ou álcool 70%, o vírus pode ficar vivo.

O problema aumenta porque a maioria das pessoas não sabe. 75% população que tem Hepatite C, é assintomática. O vírus pode se manifestar em uma doença aguda ou crônica, por isso mesmo, é necessário ter o cuidado. Mas aí entra o pincel, macio, não perfura a pele, então não consegue carregar o vírus para a corrente sanguínea.

“Apesar de você ter a pele com certas abrasões, ela não necessariamente expõe completamente aquela área ao risco da penetração do vírus da hepatite C. Teoricamente, poderia, seria uma situação pouco provável”, afirma o infectologista Antonio Bandeira. Pelo sim, pelo não, o ideal é mesmo levar o seu próprio kit, completo, na hora de fazer as unhas no salão.

Por: VN

Facebook Comments