Data de Hoje
4 August 2021
Foto: Reprodução

Advogada nega injúria racial e OAB deve entrar com ação na corregedoria contra PM

Mulher afirmou que vai entrar com um processo contra a Polícia Militar por abuso de poder

A advogada envolvida em uma confusão em uma loja de conveniências no bairro da Barra, no último domingo (11), afirmou em entrevista coletiva nesta terça-feira (13), que não cometeu injúria racial contra o funcionário. Segundo Eduarda Mercês Gomes, ela se autodeclara negra e diz que não protagonizou nenhuma ação racista.

A mulher ainda afirmou que vai entrar com um processo contra a Polícia Militar por abuso de poder e a Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Bahia (OAB-BA), vai entrar com uma ação na corregedoria contra os policiais que algemaram a mulher.

LEIA TAMBÉM: PMS PRENDEM ADVOGADA DE FORMA AGRESSIVA E REVOLTA POPULARES NA BARRA

Nesta terça foi divulgado um vídeo em que a mulher aparece sendo agredida por policiais. Nas imagens, a advogada é chutada, cai no chão e depois é algemada. Segundo os agentes, ela teria chamado um funcionário do local de “preto safado” e depois dado um tapa no rosto de um dos policiais, contudo esta versão é negada pela advogada.

Por: VN
Facebook Comments