Data de Hoje
22 April 2021
Foto: Reprodução

Homem é preso acusado de ter envenenado achocolatado que levou criança a morte

Foi preso na madrugada desta quinta-feira (1), Adônis José Negri, 61 anos, suspeito de ter envenenado o achocolatado Itabezinho, que levou o menino R.C.S.S, de 2 anos, à morte em Cuiabá (relembre aqui).

O acusado confessou ter colocado o veneno “Era Rato” na bebida, pois estava cansado do Deuel Rezende Soares, 27, que furtava alimentos de sua casa. Ele então teria preparado o veneno e injetado nas unidades para que o ladrão morresse ao consumir o produto. Os dois foram presos.

Adônis teria envenenado o produto com a intenção de matar Deuel, vizinho do menino que morreu vítima do envenenamento. Deuel, no entanto, teria vendido à família do menino as cinco unidades de achocolatado que teria furtado da casa de Adônis. Todos moram na mesma rua no Parque Cuiabá, na Capital. Adônis era foragido da Justiça, já que tinha mandado de prisão em aberto por roubo.

 

Facebook Comments