Data de Hoje
31 July 2021
Foto reprodução

Rui Costa, garante que irá manter o projeto de construção do Centro de Convenções da Bahia, na Avenida Paralela

Na manhã desta quarta (25/10), durante uma coletiva de imprensa, o governador Rui Costa (PT), garantiu que irá manter o projeto de construção do Centro de Convenções da Bahia, na Avenida Paralela, em Salvador, mesmo após o prefeito ACM Neto, ter confirmado, nesta segunda-feira (23/10), a construção de um Centro de Convenções no local do antigo Aeroclube na Boca do Rio.

Várias polemicas sobre o seguimento tem acontecido no meio político após o governador da Bahia e o prefeito da cidade terem trocado farpas.

LEIA TAMBÉM AQUI–> NETO ANUNCIA PROJETO PARA ÁREA DO AEROCLUBE; ESPAÇO DEVE ABRIGAR NOVO CENTRO DE CONVENÇÕESGOVERNADOR TOMADO DE RAIVA DESQUALIFICA O NOVO CENTRO DE CONVENÇÕES MUNICIPAL E DETONA NETO

Com os dois projetos, Salvador poderá ter dois Centros de Convenções, um municipal e um estadual. Para o vereador Carballal (PV) que não poupou alfinetadas para o governador, ter dois Centros de Convenções é bom para a Bahia. O vereador Trindade durante entrevista ao Click Notícias também acha que será bom para a capital e o Estado da Bahia, porém o edil da oposição rebateu as críticas de Carballal e afirmou que o Centro de Convenções que será reconhecido internacionalmente será construído por Rui Costa, “ as obras de ACM Neto é como P de pequenas”, disse Trindade.

O governador ainda durante coletiva largou o verbo “Eu não estou preocupado em construir apenas um prédio. Estou preocupado em construir um equipamento que seja gerido por quem conhece e é do ramo. Com cacife pra trazer eventos internacionais para a Bahia”, disse o governador.

“Eu gosto de trabalhar e entendo que a Bahia tem uma força extraordinária no turismo. Estamos ampliando o número de voos no estado e a Bahia merece uma grande estrutura do Centro de Convenções. Queremos fazer um equipamento de padrão internacional, capaz de atrair investimentos e programações internacionais, se equiparando aos maiores Centro de Convenções do Brasil.

Segundo o governador, o projeto prevê um investimento entre 300 a 400 milhões de reais.

Quando questionado sobre a possibilidade de não obter licença da prefeitura de Salvador, por conta do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano de Salvador (PDDU), o governador foi enfático: “Eu vou fazer a obra e se alguém quiser impedir, que impeça. Nós vamos tocar a obra. A Bahia é maior que isso tudo e não quero fazer polêmica. O Brasil está preocupado em crescer e gerar emprego”, afirmou.

 

Click Notícias

Facebook Comments